Quarta-feira, 1 de  dezembro de  2021 

Pesquisar no Site

Audiência pública discute PLs que concedem pensão aos intoxicados da Sucam

Uma audiência pública está marcada para esta segunda-feira, 24, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, no auditório Renê Barbour, às 9 hs. Ela vai discutir os PL 3525/12 e PL 4973/09, que concedem pensões mensais no valor de R$ 2,5 mil a servidores e ex-servidores da extinta Sucam, hoje Funasa e que foram intoxicados durante o trabalho pela utilização inadequada de inseticidas como o dicloro-difenil-tricloroetano (DDT) e o Malathion. A pensão proposta, a título de indenização especial é estendida aos dependentes dos ex-servidores falecidos e aguarda votação na Câmara dos Deputados.

Participarão desta audiência, servidores ativos, aposentados e pensionistas da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), Ministério da Saúde, Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei), servidores cedidos ao município e ao estado, Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), Sindicato do Servidores Públicos Federais no Estado de Mato Grosso (Sindsep-MT), além dos deputados Alexandre César (PT), Nilson Leitão (PSDB), Carlos Bezerra (PMDB), Valtenir Pereira (PSB), Lúdio Cabral, médico sanitarista e do secretário de Administração do Estado, Francisco Anis Faiad.

São esperados cerca de 300 pessoas vindas de várias parte do estado como Nortelândia, Diamantino, Barra do Bugres, Tangará da Serra, Rondonópolis, Santo Antônio de Leverger, Chapada dos Guimarães, Barra do Garças e Cuiabá.

No último dia 6, foi realizada uma audiência pública na Câmara Municipal de Sinop. Na ocasião, foi apresentado um vídeo-documentário com depoimentos emocionantes de afetados pelo veneno e que tiveram suas vidas prejudicadas de todas as formas possíveis, seja na impossibilidade de trabalhar ou até mesmo conflito familiar. Muitos outros perderam a vida.

 

 

Como age o veneno

O DDT e o Malathion são potentes inseticidas utilizados para o controle de pragas e endemias e que podem ser absorvido pelas vias cutânea, respiratória e digestiva, acumulando no tecido adiposo humano, o que determina a sua lenta degradação, com capacidade de acumular no meio ambiente e em seres vivos, contaminando o homem diretamente ou por intermédio da cadeia alimentar. Em sua intoxicação aguda grave, o veneno atua principalmente no sistema nervoso central, provocando vários sintomas podendo levar até a morte.

Fale Conosco

 

Rua Dr. Carlos Borralho, 82 - Poção - CEP 78015-630 - Cuiabá - MT

Telefones: (65)  3023-9338 / 3023-6617

Email : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.