Terça-feira, 30 de  novembro de  2021 

Pesquisar no Site

Vídeo mostra situação de intoxicado pelo DDT e Malathion

 No Encontro Nacional Setorial do Departamento de Saúde (Desc) realizado no dia 21/11, em Luziânia-GO, foi amplamente discutida a questão dos servidores da extinta Superintendência de Campanhas de Saúde Pública (Sucam), hoje Fundação Nacional da Saúde (Funasa),que aplicavam o veneno DDT e Malathion no combate a doenças endêmicas como malária e febre amarela sem equipamento de proteção individual (EPI).

A possibilidade de indenização (caso tenham sido contaminados), inclusive beneficiando familiares de funcionários já falecidos, faz parte da Proposta de Emenda da Constituição (PEC 17/2014), de autoria do senador Valdir Raupp (PMDB-RO), ainda tramita a passos lentos na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Uma das formas de pressionar o Congresso com relação a PEC,foi criar uma Comissão Nacional dos Servidores Intoxicados, composta por dois servidores por Estado.

Em 2013, o Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Mato Grosso (Sindsep-MT), realizou duas audiências públicas (Sinop e Cuiabá), com grande presença de servidores e aposentados da Funasa. Veja AQUI e AQUI.

Esta semana, o servidor da extinta Sucam, Edson Ribeiro da Silva, enviou um vídeo para o presidente do Sindsep-MT, Carlos Alberto de Almeida, no qual mostra manchas pelo corpo, em virtude do uso inadequado da aplicação do DDT e Malathion entre os anos 1987 / 2000. Edson é mais um dos “guardas” ou “malacos” (denominação dada aos bravos agentes de saúde) que aguardam ansiosos pela aprovação da PEC 17/2014.

A situação desses trabalhadores foi, inclusive, objeto de denúncia enviada pela Condsef à Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Veja o vídeo

Fale Conosco

 

Rua Dr. Carlos Borralho, 82 - Poção - CEP 78015-630 - Cuiabá - MT

Telefones: (65)  3023-9338 / 3023-6617

Email : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.